Os Principais Golpes na Internet?

Postado por em setembro, 2017 em Segurança | 0 comentários

Os Principais Golpes na Internet?

É bom ter em mente que nos dias de hoje o principal responsável por fazer você cair em um golpe na internet, com raríssima exceção, é você mesmo.

Com tantas dicas e histórias de golpes, só caem nesses golpes pessoas desatentas as inúmeras demostrações que um golpe fornece. As pessoas ficam tão focadas no “excelente negócio imperdível“, se iludem e esquecem de se defenderem, abrem toda a guarda e entram de cabeça no tal “excelente negócio imperdível“, se arriscando, deixando seu destino a mercê da sorte. Depois despejam lamuriamentos nos sites que dizem se prestar ajudar o consumidor enganado, que na verdade não servem para nada, pois “golpistas experientes não deixam rastros“. Portanto é quase inútil tentar recuperar o dinheiro perdido.

Tipos de golpes mais comuns

Normalmente, não é uma tarefa simples atacar e fraudar dados em um servidor de uma instituição bancária ou comercial e, por este motivo, golpistas vêm concentrando esforços na exploração de fragilidades dos usuários. Utilizando técnicas de engenharia social e por diferentes meios e discursos, os golpistas procuram enganar e persuadir as potenciais vítimas. Os golpistas costumam efetuar transações financeiras, acessar sites, enviar mensagens eletrônicas, abrir empresas fantasmas e criar contas bancárias ilegítimas, entre outras atividades maliciosas.

Muitos dos golpes aplicados na Internet podem ser considerados crimes contra o patrimônio, tipificados como estelionato. Dessa forma, o golpista pode ser considerado um estelionatário.

Nas próximas seções são apresentados alguns dos principais golpes aplicados na Internet e alguns cuidados que você deve tomar para se proteger deles.

Fraude de antecipação de recursos (Advance fee fraud)

A fraude de antecipação de recursos, ou advance fee fraud, é aquela na qual um golpista procura induzir uma pessoa a fornecer informações confidenciais ou a realizar um pagamento adiantado, com a promessa de futuramente receber as mercadorias.

Por meio do recebimento de mensagens eletrônicas ou Whatsapp a pessoa é envolvida em alguma situação ou história mirabolante, que justifique a necessidade de envio de informações ou a realização de algum pagamento adiantado, para o recebimento das mercadorias no futuro (após pagamento). Após fornecer os recursos solicitados a pessoa percebe que o tal benefício prometido não existe, constata que foi vítima de um golpe e que seus dados/dinheiro estão em posse de golpistas.

A fraude de antecipação de recursos possui diversas variações que, apesar de apresentarem diferentes discursos, assemelham-se pela forma como são aplicadas e pelos danos causados.

Phishing

Phishing, phishing-scam ou phishing/scam, é o tipo de fraude por meio da qual um golpista tenta obter dados pessoais e financeiros de um usuário, pela utilização combinada de meios técnicos e engenharia social.

O phishing ocorre por meio do envio de mensagens eletrônicas que tentam induzir o usuário a fornecer dados pessoais e financeiros, por meio do acesso às páginas falsas, que tentam se passar pela página oficial da instituição; da instalação de códigos maliciosos, projetados para coletar informações sensíveis; e do preenchimento de formulários contidos na mensagem ou em páginas Web.

Abaixo daremos exemplos de alguns tipos de golpes que detectamos ao longo dos anos:

  • Celular, com ênfase o iPhone. Normalmente o preço é algo extremamente sedutor e muitos desses golpes acontecem com Compradores que insistem comprar um¹ iPhone (no varejo) se esquecendo que somos especializados na venda de mercadorias no atacado. Cá entre nós alguém que vende no atacado jamais venderia suas mercadorias pelo mesmo preço do atacado um¹ único item. Só por isso já daria para desconfiar do vendedor. Esses normalmente pedem que façam uma transferência bancária em uma conta verdadeira, aberta com documentos falsos (via-de-regra uma Conta Poupança).

  • Recentemente tivemos um caso onde o Comprador entrou em contato com Vendedor, marcou sua ida até a cidade do “golpista”, que se dizia ser da Receita Federal e que a mercadoria se tratava de um lote aprendido pela Receita, uma oferta tentadora, o local era no prédio da Receita da cidade. O “golpista” pediu para o Comprador fizesse o pagamento no Banco que havia dentro do próprio prédio e trazer o comprovante do depósito efetuado. O Comprador induzido a comprar mercadorias apreendidas por achar que estava fazendo um excelente negócio e com a promessa de oportunidades futuras melhores do que essa, por se passarem por funcionários da Receita, dentro do prédio da Receita, não deu outra, o Comprador induzido depositou o dinheiro, pegou o comprovante e entregou ao golpista. O golpista pediu para que o Comprador iludido aguardasse na Recepção porque subiria até o andar responsável para emitir a documentação para liberação das mercadorias, após seguiria com o Comprador até o depósito da Receita para fazer a liberação e entrega das mercadorias. O golpista subiu para o tal andar e o Comprador está até hoje aguardando a tal documentação. Cá entre nós, de quem foi o erro se não do Comprador.

    O fato é que a Receita jamais venderia mercadorias dessa forma. A Receita não têm vendedores, não podem negociar mercadorias diretamente, não têm tabelas de preço, não são donos das mercadorias, as mercadorias pode perfeitamente ter um dono que esteja lutando na justiça para obtê-las de volta, além disso, a Receita só pode negociá-las através de leilões oficiais e com autorização judicial.

    O tal “Comprador experiente” não disse, mas é quase certeza que sabia disso tudo, qualquer comerciante com um pouco de experiencia saberia, porque se não sabe, não estaria apto em exercer a profissão, deveria estar fazendo outra coisa e não comprando mercadorias para revendê-las, foi induzido pela “ganância” em fazer excelente negócio de forma desonesta e ilegal, cresceu os olhos para o lucro que teria e acabou entrando numa fria, amargando um enorme prejuízo.

Prevenção:

¹Não podemos esquecer que os bons e honestos Vendedores também são vitimas de golpistas, por isso, chegamos a um impasse, o Comprador não paga antecipado e o Vendedor não entrega as mercadorias compradas sem a certeza de que vai receber o valor da venda. Portanto só existe uma maneira eficiente de se fechar um negócio de forma segura na internet. Usando um meio de Pagamento Seguro, por exemplo: PagSeguro, PayPal, MercadoPago e outros. Quando o Comprador e o Vendedor usam um sistema de pagamento seguro, ambos estarão seguros caso aconteça alguma coisa de errado no negócio. Então, porque não usar? ²Uma outra dica é adotar uma postura preventiva para evitar que você seja vítima de um golpe. Por isso é muito importante que você sempre desconfie de situações onde é necessário efetuar algum pagamento (sinal) com a promessa futura de receber as mercadorias ou quando a oferta é milagrosa demais, ou seja, desconfie de anúncios não realistas e nunca pague antecipado sem a certeza da entrega das mercadorias. Aplicar a sabedoria popular de ditados como “Quando a esmola é demais, o santoverified2premium3 desconfia” ou “Tudo que vem fácil, vai fácil”, também pode ajudá-lo nesses casos. ³E finalmente dê preferência aos Vendedores Verificados e Qualificados. Você poderá identifica-los observando se o anúncio tem os selos ao lado.

Bons negócios,

* Na medida que novos tipos de golpes sejam detectados incluiremos neste espaço.

* Conheça nosso site de negócios e surpreenda-se!

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*

Conheça nosso site de negócios no atacado! E faça bons negócios com a gente!Visitar »

Apenas um Email! Nenhum Spam! Fácil de Cancelar!

Seu Email estará bem guardado.

treinamento, cursos, curso, liquidaexpress, liquidaexpress.com, salvados, refurbished, sobras de estoque, atacado, atacadistas